Tupanciretã: Expotupã e Expocultura

De Doisac
Ir para navegação Ir para pesquisar

Ctupaexpotupaexpoculturacapaprontapa pronta.JPG

Tupanciretã: Expotupã e Expocultura

  • Data de Publicação: 22 de maio de 2009



Tupanciretã - Especial 54ª Expotupã e a 5ª Expocultura

Tudo pronto para a feira

  • Aniversário: Feira tem trajetória centenária
  • Negócios: Apoio, soluções e opções criativas para o produtor são destaques
  • Cultura: Ligação entre produtor e sociedade urbana ganha força através da arte


Uma feira centenária

Um século de história marca a 54ª Expotupã

Está a todo vapor a organização dos últimos detalhes para a realização da 54ª Feira Agropecuária de Tupanciretã (Expotupã). O tradicional evento, que acontece na cidade de Tupanciretã entre os dias 27 e 31 de maio, tem como sede o Parque de Exposições Coronel Marcial Terra. Como não poderia deixar de ser, a feira terá diversos atrativos focados no cavalo da raça crioula. Serão realizadas as provas de aparte em mangueira e os leilões da raça, credenciadoras ao Freio de Ouro, entre várias atividades programadas. O evento é promovido pelo Sindicato Rural de Tupanciretã, Jari e Quevedos, em parceria com a Associação Cultura Raul Bopp.

Mas uma celebração faz da 54ª feira um acontecimento ainda mais especial: 100 anos de história. Conforme a assessoria de Relações Públicas, foi em 10 de abril de 1909 a sua primeira edição. Mas já em 1908 as primeiras páginas do atual sucesso foram escritas. No dia 07 de novembro desse ano, a Sociedade Agro-Pecuária fazia oficialmente do evento (na época dado como Exposição Agro-Pastoril Industrial) uma realidade possível.


Fotoumpaginadois12Angus05 - Fabricio Fucks.jpg


Créditos: Fabricio Fucks


Foto2paginadoisanimalAnimal 1- Cleber Jardim.JPG

Hoje, os animais fazem um show à parte no evento, evidenciando a força no segmento da região.

Créditos: Cleber Jardim


Da tradição, o sucesso

Cresce, aparece e se fortalece

As últimas edições da tradicional feira comprovaram a sua importância no cenário regional e estadual. Dados os registros, a 53ª edição do evento registrou um público de aproximadamente 65 mil visitantes. E a indústria e o comércio também são responsáveis pelo sucesso. O crescimento para ambos setores é elevado e têm garantido expositores fiéis, conforme informações da assessoria de comunicação do evento. No último ano, foram comercializados mais de 150 espaços internos e externos e foi possível verificar que na 53ª Expotupã o volume de negócios girou em torno de sete milhões de reais.


CresceapareceesefortalecefotoumpaginatresFoto Zapelinni.jpg

Na foto é possível verificar o sucesso de público. A imagem ilustra um dos momentos de entretenimento do evento.

Créditos: Zapelinni


Diferenciais que vêm atraindo expositores

  • A Expotupã é a quarta feira mais antiga do Estado e a terceira da região.
  • A feira registrou um crescimento de público nos últimos anos acima de 200%.
  • Tupanciretã tem a economia voltada para o agronegócio. Cerca de 78,9% do Produto Interno Bruto origina-se do setor primário.
  • O município sede é o maior produtor de soja do Rio Grande do Sul e a cultura de trigo possui área plantada de quase 30 mil hectares.


Diferenciaisquevematraindoexpositores1P5270012 - cleber jardim.JPG

Como não poderia deixar de ser, a feira mantém diversos atrativos focados no cavalo da raça crioula, outro ponto que garante apreciadores fiéis ao evento.

Créditos: Cleber Jardim.


PASSADO À LIMPO

Para que se chegasse na atual estrutura da feira muita coisa aconteceu. Confira abaixo os principais fatos:

  • 1908: Criação da Sociedade Agropecuária.
  • 1909: 1ª Exposição Agro-Pastoril Industrial.
  • 1912: 2ª edição da Exposição Agro-Pastoril Industrial.
  • 1929: Reorganização da Sociedade Agropecuária, que passou a se chamar Casa Rural Serrana. Em março do mesmo ano também aconteceu a 3ª Exposição Agropecuária e Industrial e, paralelamente, o I Congresso Regional de Criadores Serranos.
  • 1930: A Feira do Gado Gordo e o II Congresso Regional de Criadores da Região Serrana marcam o período.
  • 1931: Lançada a idéia da criação da Cooperativa Sul Rio Grandense de Carnes.
  • 1938: Aprovação da criação da Cooperativa Rural Serrana, criando-se o maior complexo industrial de carnes da América

Latina.

  • 1943: Aquisição da área para a construção da sede social (Parque de Exposições Cel. Marcial Terra).
  • 1946: Construção da sede social e realização da 5ª Exposição.
  • 1948 a 1956: Realização de três grandes exposições-feiras agropecuárias e industriais.
  • 1956: Reforma estatutária da Casa Rural que passou a se chamar Associação Rural de Tupanciretã.
  • 1967: 1ª Exposição Regional de Rústicos da Raça Abergeen Angus.
  • 1970: Criação da Cooperativa Agrícola de Tupanciretã (Agropan).
  • 1978: Exposição do Cinquentenário de Tupanciretã.
  • 1999: Sindicato Rural estende sua base territorial ao município de Jari, tornando-se Sindicato Rural de Tupanciretã e Jari.
  • 2005: Acontece a 50ª Expotupã e, paralelamente, a criação da I Expocultura.
  • 2007: Sindicato Rural recebe a autorização para a extensão de base ao município de Quevedos, tornando-se Sindicato Rural de Tupanciretã, Jari e Quevedos.


Da dedicação, a expectativa por novas conquistas

54ª da Expotupã já gera expectativa

Falta pouco. O evento mais tradicional de Tupanciretã acontece entre os dias 27 e 31 de maio, no Parque de Exposições Cel. Marcial Terra. Quem promove a Expotupã é o Sindicato Rural do município sede, Jarí e Quevedos, com o apoio da Prefeitura Municipal, Associação Comercial e Industrial de Tupanciretã (ACIT) e Cooperativa Agrícola de Tupanciretã (Agropan).


ExpotupajageraexcpectativafotocentralDSC02236 - Claudia Arance.JPG

A organização pretende potencializar a qualidade de cada expositor, bem como promover o amplo desenvolvimento econômico da região, incentivando o progresso e o crescimento do município fundamentado nos interesses da sustentabilidade e na melhoria da qualidade de vida dos segmentos envolvidos.

Créditos: Claudia Arance


Estrutura

  • Área de 12 hectares
  • 02 pavilhões de comércio
  • Espaços externos para comércio e indústria
  • Pavilhão de remates e para mostra de animais
  • Pistas para desfile de animais, rodeio e jeep-cross
  • Núcleos de criadores de cavalos Quarto de Milha e Crioulo

Destaques

  • Atividades de cunho comercial e cultural, mostra de animais, prestação de serviços, palestras, workshops, shows e apresentações artísticas.

Perspectiva

  • Ampliar sua atuação de uma maneira inovadora avaliando seus objetivos, demonstrando potencialidades de maneira prática e sem perder as características principais que priorizam o trabalho, a tecnologia e o desenvolvimento.


ENTREVISTA

O presidente do Sindicato Rural e da feira, Belquer Ubiraja da Silva Lopes, adiantou suas expectativas e deu seu parecer acerca da tradição do evento. Confira:


Fotobelquerubirajaentrevistaum presidente.jpg


ZH Tupanciretã: A Expotupã tem enorme importância no cenário municipal e regional, além de projetar-se perante o Estado. Como o senhor avalia essa evolução?

Belquer Lopes: Acredito que pelo fato de trabalharmos numa seqüência centenária de propósito, movidos sempre pela busca do bem comum, dando o melhor de si para promover o desenvolvimento da atividade primária dentro do contexto em que vivemos e, apoiados por uma equipe comprometida, construimos uma imagem de seriedade e de eficiência perante os cooparticipantes do evento. O conjunto harmônico é o grande responsável pelo sucesso.

ZH Tupã: No quesito negócios, quais são as suas expectativas e quais seguimentos imagina que serão destaques?

Lopes: A Expotupã sempre nos surpreende. Podemos dizer que a participação das empresas e a consequente realização de negócios na feira, fazem parte de um processo de relacionamento e amadurecimento. Quem precisa de determinada máquina ou produto, por exemplo, indo à feira encontrará as melhores condições de realizar seu objetivo. O carro-chefe será a afirmação das empresas que realmente estão do lado do produtor, oferecendo apoio, soluções e opções criativas de acordo com o momento.

ZH Tupã: A parte social é outro destaque. A idéia é pensar na comunidade como um todo?

Lopes: Exatamente. Ao longo dos anos, a diretoria do Sindicato Rural, que é quem estabelece estratégias de ação para o setor, percebeu que precisava melhorar a ligação entre o produtor e a sociedade urbana.

ZH Tupã: Qual a expectativa de público para este ano?

Lopes: Esperamos um público maior do que as 60 mil pessoas que conferiram o evento no ano passado.


TUPÃ PELA CULTURA

Destacar as expressões culturais locais e ampliar a relação da comunidade com as artes foram as principais motivações para a idealização da Expocultura, em Tupanciretã. Acontecendo paralelamente com a Expotupã, o evento é sucesso de público, ampliando-se a cada ano, e chegando a sua quinta edição. “Brincar com a arte”, este ano, é a idéia básica do evento, que contará com artistas regionais e estaduais, além dos talentos oriundos da comunidade. “Brincar com a arte é ter prazer, fazer algo pelo bonito além das vantagens físicas, intelectuais ou monetárias”, destaca Ana Laura Abreu, arquiteta e coordenadora da Expocultura. A Expocultura foi idealizada e criada como um evento paralelo para comemorar a 50° Expotupã, em maio de 2005. “O então presidente do Sindicato Rural de Tupanciretã e Jarí, Dr. Pedro Luiz Herter, foi o idealizador do evento e, como membro da Associação Cultural Raul Bopp, convidou a entidade para formar esta parceria que existe até hoje”, relembra Ana Laura. Ao longo das edições, parcerias foram feitas com escolas, academias, entidades nativistas e grupos étnicos, e a comunidade já conta com o evento para dar visibilidade aos seus trabalhos.


FotoumpaginacincoaexemploExpocultura 001 - ana laura abreu.jpg

A exemplo de anos anteriores, neste ano o enfoque será o teatro e a dança, contanto com atrações como o Grupo Frotole Del Barracón, o Grupo Teatral A Turma do Dionísio e o Grupo de Dança Tap Step by Step.

Créditos: Ana Laura Abreu


Erro ao criar miniatura: arquivo não encontrado

As expectativas são grandes, tanto pela diversidade de atrações quanto para o aumento do público, já que o evento está sendo cada vez mais reconhecido na região.

Créditos: Cleber Jardim


ELES APOSTAM NA IDÉIA=

“ A Expotupã é um evento tradicional de grande relevância para o município e região. Eleva o nome da cidade, oportuniza negócios e a divulgação das atividades e cultura, em especial a agricultura e pecuária que representam sua base econômica. O Banrisul sempre se faz presente com e acreditamos nos resultados da feira, sempre traduzidos em crescimento e desenvolvimento”.

Neiva Iara Rigão – Gerente Geral Banrisul


“A Expotupã é hoje um evento que marca a importância do setor produtivo e do desenvolvimento de nossa cidade e que, em conjunto com a Expocultura, fazem desta festa um marco da arrancada no rumo da construção dos novos horizontes que tanto almejamos”.

Pedro Luiz Herter - produtor rural e vice-presidente do Sindicato Rural


“Tupanciretã, que é um município essencialmente agropecuário, vive nestes dias o ápice do setor produtivo. A Sicredi, sendo uma instituição financeira da comunidade, também se faz presente se colocando ao lado dos organizadores, patrocinando a feira e, junto ao produtor, levando a possibilidade de financiamentos em todos os ramos do agronegócio”.

Elemar Radaelli - Gerente de UA Sicredi Planalto RS


Legislativo marca presença no evento

A câmara dos vereadores de Tupanciretã também estará presente na Expotupã e Expocultura 2009. O apoio se deve à importância da feira para toda a região, pois favorece a agricultura, que é a base da economia da cidade, viabilizando bons negócios e valorizando os produtores rurais. Segundo as informações disponibilizadas pela assessoria de imprensa do poder legislativo do município, a feira proporciona também o reconhecimento da cultura e dos artistas locais.


Erro ao criar miniatura: arquivo não encontrado

A Câmara acredita no evento e vai participar atendendo a comunidade.

Créditos: Arquivo Câmara


Espaço nesta edição e perspectiva para a próxima

No próprio parque de exposição será montado um espaço especialmente para o poder legislativo da cidade, onde, segundo sua assessoria de imprensa, todos os vereadores estarão disponíveis para atender a comunidade. Mas a intenção é ter espaço permanente na Expotupã. Tanto é que o projeto para um local fixo no parque já está pronto e a construção deve ser finalizada até a feira do ano que vem.


ESPORTE

A Câmara dos Vereadores de Tupanciretã apóia o esporte. A atenção se dá através do Tupã Futebol Clube em prol do desenvolvimento do Grêmio Esportivo Pedro Osório - GEPO.


Saiba mais sobre o lugar onde acontece a feira

A Expotupã e a Expocultura mostram um pouquinho do que caracteriza a economia e cultura de Tupanciretã. Mas os atrativos da cidade não se resumem à festa. A cidade possui uma rica história, de povoamento indígena e colonização polonesa, que é um marco na sua trajetória de desenvolvimento. Suas belezas naturais e arquitetônicas, sua gastronomia e a hospitalidade deste povo tão diversificado, tornam a visita à cidade indispensável. Para quem pretende conhecê-la, preparamos um guia dos principais pontos turísticos, locais para ficar, além dos restaurantes locais.

Fotodoissaibamaissobreafeira2Igreja Matriz.JPG
Erro ao criar miniatura: arquivo não encontrado
Erro ao criar miniatura: arquivo não encontrado

Da fé às origens, Tupã mostra sua evolução.

Créditos: Secretaria Municipal de Industria e Comércio


ONDE FICAR

  • Hotel São Rafael: Rua Aníbal Cardoso, 196 / Fone (55) 3272 1723
  • Hotel Cassino: Rua Exp. João Moreira Alberto, 400 / Fone (55) 3272 1642
  • Hotel Diplomata: Av Rio Branco, 517 / Fone (55) 3272 3455


GASTRONOMIA

  • Restaurante Sollares: Rua Sete de Setembro, 139 / Fone (55) 3272 1333
  • Mickey Lanches: Rua Paulino Aquino, 250 / Fone (55) 3272 3462
  • Restaurante do Parque: Rua Frederico Herter, 182 / Fone (55) 3272 3010
  • Mais Sabor : Av. Vaz Ferreira, 958 / Fone (55) 3272 2100


PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS DE TUPÃ

  • Museu Municipal e Centro líbero-Cultural José do Patrocínio: Rua Exp. Moreira Alberto, 147
  • Rio Jaguari: Carta Testamento de Getúlio Vargas e Busto de João Moreira Alberto
  • Praça Municipal Coronel Lima, na Avenida Vaz Ferreira
  • Barragem Parque Moto – Náutico
  • Igreja Matriz Mãe de Deus, na Av. Vaz Ferreira


Movimento e progresso=

A Expotupã e a Expocultura movimentam a cidade e acabam trazendo retorno para outros segmentos como o turismo e o comércio. Segundo o presidente do Sindicato Rural e dos eventos, Belquer Ubirajara Lopes, o bem comum se encaixa nesse aspecto. “Trabalhamos sempre com uma visão do todo, onde o benefício que o evento traz a comunidade repercute em ondas de influência positiva, úteis e benéficas. Muitas vezes as pessoas não se dão conta disso e algumas não entendem que ao adquirirem seu ingresso, estão contribuindo ativamente para o crescimento do meio em que vivem”, salienta.


Tira-teima

Terra da Mãe de Deus. Este é o significado de “Tupanciretã”, de acordo com a linguagem indígena. A palavra é uma junção de termos da língua. Tupã, originalmente, significava divindade indígena associada ao raio e ao trovão, mas os padres jesuítas ensinaram os índios a utilizarem-na também para o Deus dos cristãos. A “mãe” de tudo, conhecida em guarani por “cy”, seria a Nossa Senhora, assim como a mãe de Deus, denominada pelos missioneiros como “Tupancy”. Por fim, “retan” significava “terra de”, formando o nome da cidade. Seu nome, aliás, encerra a lenda de sua criação. A história, além de comovente, conta um pouco de sua colonização. Na verdade, Tupanciretã foi povoada inicialmente pelos índios charruas e minuanos, e mais tarde pelos jesuítas da redução São João Batista. Aos poucos, a terra foi vendida em lotes para diversos compradores, mas foi somente após a inauguração da estrada de ferro Santa Maria – Cruz Alta, em 20 de setembro de 1894, que a cidade despertou o interesse de muitos, ao abrigar uma estação intermediária. Muitos viram no local uma possibilidade de futuro promissor na lavoura e pecuária. Em 1928, o presidente de então, Getúlio Vargas, assinou o decreto 4.200, que emancipava o Município de Tupanciretã. Hoje a cidade é uma das maiores produtoras de soja do estado com um comércio avantajado, o varejo na venda de produtos alimentícios, vestuário, eletrodomésticos, combustíveis, materiais de construção, produtos agropecuários e de uso veterinário também são importantes destaques.


Agende-se

Show de beleza e diversão

A corte da 54ª Expotupã e 5ª Expocultura é outro destaque do evento. Quem for conferir deverá ser recepcionado por muita beleza e simpatia. As belas Letícia Almeida (a rainha, ao centro), Carolina Malheiros (esq.) e Isadora Soldera (dir.) são as soberanas da edição.


Erro ao criar miniatura: arquivo não encontrado

Tradicionalmente, o evento apresenta suas soberanas.

Créditos: Luis Afonso Costa


Programação da 54ª Expotupã e 5ª Expocultura

Negócios e entretenimento marcam o evento. A programação é vasta e atraente. Confira:

27.05 (Quarta-feira)

  • 8h: Início da montagem dos Estandes e da entrada dos animais a galpão
  • 15h: Início da visitação pública
  • 16h: Abertura do Projeto “Galpão dos Tropeiros” – Promoção Respira Tupã
  • 21h: Show com "Grupo Rodeio"
  • 24h: Término da entrada de animais a galpão


28.05 (Quinta-feira)

  • 8h: Julgamento de admissão de animais a galpão
  • 9h: Início da visitação pública
  • 9h: Inscrições Raly do Rotary
  • 14h: Julgamento de Morfologia das raças Quarto de Milha, Paint Horse e Appaloosa (Pista 01)
  • 14h: Julgamento de Morfologia de Bovinos de Corte (Pista 02)
  • 14h: Largada do Raly do Rotary
  • 15h: Julgamento de Morfologia de Bovinos de Leite (Pista 02)
  • 16h: Julgamento de Morfologia de Ovinos (Pista 02)
  • 21h: Show com a “Banda Doce Pecado"


29.05 (Sexta-feira)

  • 8h: Julgamento de Admissão da Raça Crioula
  • 10h: Julgamento Morfológico Oficial da Raça Crioula (Pista 01 e 02)
  • 10h: Início da visitação das escolas municipais
  • 10h: Palestra “Importância da Dieta Pré-parto na produção Leiteira”
  • 11h: Inauguração do Horto de Plantas Bioativas (Junto ao Horto HPaz)
  • 14h: Julgamento Morfológico da Raça Crioula (Pista 01)
  • 14h: Inauguração da Sede da Etnia Afro
  • 14h: Julgamento de Morfologia de raça Pônei Brasileiro (Pista 02)
  • 15h: Lançamento do Programa “Frente Programática de Extensão Rural RS” “Programa Rio Grande Mulher” Palestrante: Marilene Ferreira (Emater)
  • 17h: Entrega de Prêmios da Raça Crioula no NCCCT
  • 19h: Coquetel de Confraternização e Entrega de Prêmios do Núcleo de Criadores de Quarto de Milha
  • 20h: Palestra Sobre Morfologia Funcional - Palestrante: Álvaro Dumoncel (ABCCC)
  • 21h: Show com "Luiz Marenco”
  • 23h: Show com "Mano Lima”


30.05 (Sábado)

  • 8h: Início do Torneio de laço do NRCCQM (Pista de Laço)
  • 10h: Julgamento de Melhor Estande
  • 10h: Interiorização da Farsul e Reunião da Regional 3 e as demais
  • 11h: Palestra Questão Ambiental Vista Para Notários
  • 12h: Término das inscrições para Prova Funcional da Raça Crioula
  • 12h: Almoço com as Autoridades
  • 14h: Apresentação da Banda Municipal “Nestor André Mantese”
  • 15h: Desfile dos animais Premiados
  • 15h: Abertura Oficial da feira
  • 16h: Início do Julgamento Morfológico da III Prova Funcional da Raça Crioula. Comemorativa aos 100 anos da 1ª Exposição
  • 16h: Sessão Solene da Câmara de Vereadores. “Homenagem ao Produtor do Ano”
  • 22h: Show com "Cartolas”
  • 23h30min: Show com "Chimarruts”


31.05 (Domingo)

  • 9h: Início das Provas Funcionais da Raça Crioula – Andadura e Figura (percurso)
  • 13h30min: Inauguração da Pista de Provas e Remates
  • 14h: Provas Funcionais da Raça Crioula (Mangueira, Bayard-Sarnento e Paleteada)
  • 16h: Concurso de Animais de Estimação
  • 19h: Coquetel de Confraternização e Entrega de Prêmios


01.06 (Segunda-feira)

  • 8h: Início da entrada dos Animais Rústicos
  • 14h: Julgamento de Melhor Lote de Animais Rústicos
  • 15h: Leilão de Rústicos.


Programação Palco da Expocultura

27.05 (Quarta-feira)

  • 20h: Timbre Campeiro (Palco de Shows)


28.05 (Quinta-feira)

  • 20h: Tupancys (Palco de Shows)


29. 05 (Sexta-feira)

  • 10h: Teatro (infantil) Escola Flory Kruel
  • 10h30min: Teatro (infantil) Grupo Teatral Camaleões da Folia de Passo Fundo
  • 14h: Escola Serafim Correa de Barros – Espinilho
  • 16h: Teatro (infantil) camaleões da Folia de Passo Fundo
  • 19h: Physical Academia – Espetáculo de Dança “Sereníssima”
  • 20h: Musical Scorpions (Palco de Shows)


30.05 (Sábado)

  • 9h30min: Oficina de Percussão com Edu Pacheco
  • 14h: Etnia Afro
  • 17h: Projeto Lubuno – Jarí
  • 17h: Grupo da 3ª Idade Vivendo a Vida com Alegria
  • 18h: Quinteto AMEARTE – música instrumental
  • 19h: Teatro (adulto) “Il Gran Caçadore” – Grupo Teatral Frotole del Barracon de Nova Palma


31.05 (Domingo)

  • 10h30min: Invernadas Artísticas – Entidade Nativista Taquarembó (Tablado)
  • 11h30min: CTG de Quevedos
  • 14h: Invernadas Artísticas CTG Tapera Velha (Tablado)
  • 15h: Invernada Artística Sentinelas da Tradição – Escola Flory Kruel (Tablado)
  • 16h: Teatro (infantil) – “O mundo dos Brinquedos” - Santo Ângelo
  • 17h: Etnia Árabe
  • 18h: Música – Daniela e Grupo
  • 18h: Elenco Piazito – Positivo
  • 19h: Espetáculo de Dança com Cia Danças Tap. Step by Step
  • 20h: BandAna (Palco de Shows)
  • 21h: Banda Código Livre (Palco de Shows)
  • 22h: Banda Johnny Kake (Palco de Shows)
  • 23h: Banda Os Margô (Palco de Shows)


2º Nadalin - Festival de Cinema e Vídeo Amador

  • Premiação a curtas nas categorias documentário, ficção e estudantil.


Exposições

  • A História dos Brinquedos Desde a Antiguidade
  • Pintores de Tupanciretã
  • Associação de Veículos Antigos de Santa Maria
  • Cidade de Jarí
  • Cidade de Quevedos
  • Respira Tupã
  • Mostra de Fotografias
  • Tributo ao Artista – João Habillio Soares


Parcerias

  • ACIMEC – Bistrô
  • Juanita Curia – Esculturas em Fósforo (Porto Alegre)
  • João Vieira – Esculturas em Reciclagem (Torres)
  • Lar das Vovozinhas de Santa Maria


Ingressos permanentes - R$ 30,00

Ingressos Diários

  • 27/05: até as 17 horas - R$ 4,00. Após R$ 10,00
  • 28/05: até as 17 horas - R$ 4,00. Após R$ 10,00
  • 29/05: até as 17 horas - R$ 5,00. Após R$ 15,00
  • 30/05: até as 17 horas - R$ 5,00. Após R$ 20,00
  • 31/05: até as 17 horas - R$ 5,00, Após R$ 10,00