Fenarroz – Edição 4

De Doisac
Ir para navegação Ir para pesquisar

CapaFenarroz4.jpg

FENARROZ - EDIÇÃO 4

  • Data de Publicação: 27 de março de 2008
  • Circulação: Circula encartado nas cidades de Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul, Lajeado e suas respectivas regiões.



FENARROZ 4

De Cachoeira do Sul para o mundo:


Comissão executiva da 15ª Feira Nacional do Arroz visita eventos tradicionais, faz história e resgata lembranças.


Pelo Estado afora

Família Fenarroz visita eventos tradicionais e leva dedicação e garra na bagagem


Nem só de glamour e holofotes vivem a executiva e as soberanas da Feira Nacional do Arroz (Fenarroz). Fazer com que o evento tenha todo o brilho e atrações inovadoras, exige um trabalho de muita dedicação e amor por parte da comissão organizadora. Enquanto alguns representantes trabalham no Parque de Exposições Ivan Tavares pelo sucesso da feira, que acontece de 24 de maio a 01 de junho, outros levam o trabalho para fora. Eles divulgam a próxima edição e garantem que o abrir dos portões reflita todos os esforços investidos em prol da satisfação do visitante e do produtor, que aguardam com expectativa as novidades em maquinários e implementos.

Entre as visitas da executiva da Fenarroz, a Festa da Uva em Caxias merece destaque. O evento, que aconteceu entre os dias 21 de fevereiro e 09 de março, recebeu a visita da comissão executiva e das soberanas da 15ª Fenarroz. Com o objetivo de atrair a atenção dos empresários e autoridades, a comitiva cachoeirense visitou os espaços da tradicional festividade e divulgou o maior evento orizícola da América Latina com um material gráfico elaborado especialmente para fornecer informações básicas sobre a feira.

A corte da Festa da Uva recepcionou a comitiva e acompanhou os visitantes, que conferiram as principais atrações com olhos atentos. De acordo com o assessor de imprensa da 15ª edição da Fenarroz, Celso Rafael Elesbão, o conteúdo do material gráfico contém informações em três idiomas (português, inglês e espanhol), e destaca o perfil de negócios adotado pela feira. O potencial traduzido em uma história de sucesso e crescimento constante, além da concentração nos dias de realização do evento e apresentação da série de atividades artísticas, culturais e musicais que marcarão a 15ª edição, também é focado.

Segundo o presidente da feira, o empresário Érico Razzera, no momento a executiva cumpre uma agenda repleta de eventos e autoridades que serão visitadas, leva o convite oficial e também multiplica os divulgadores da 15ª Fenarroz pelo Estado e pelo país. A 18ª Abertura da Colheita do Arroz, realizada em Cachoeirinha, também fez parte do roteiro de viagens da comitiva, que no último dia 19 embarcou rumo à capital gaúcha. “Sempre somos bem recebidos e como esse é um entre os nossos vários compromissos, o fazemos bem. Esposas de membros da executiva acompanham as soberanas, nós travamos as negociações e cada um, como uma verdadeira família, projeta a feira para o Estado afora. A experiência é gratificante e fundamental para o sucesso do evento”, finaliza o presidente que não esconde o entusiasmo para a próxima edição do evento.


RAINHA MARIANA, RAZZERA COM PRESIDENTE DA FESTA DA UVA E EMBAIXATRIZ.jpgDscf8523.jpg

Comitiva cachoeirense viaja para divulgar a feira em eventos tradicionais do Estado.

Créditos: Arquivo Fenarroz.


Você Sabia?

FOTOARROZ.JPG

  • Que o arroz é um dos alimentos mais consumidos no mundo? Acredita-se que metade da população mundial consuma arroz diariamente.
  • Que arroz é um cereal de cor amarelada, envolto numa casca da mesma cor e que o arroz branco é resultado do processo de parbolização?
  • Que o processo de parbolização, aplicado ao arroz, mantém o grão conservado por mais tempo?
  • Que o arroz integral, mais escuro, possui mais vitaminas e outros nutrientes importantes?
  • Que no Brasil, ele é consumido, principalmente, acompanhado de feijão?

Fonte: www.suapesquisa.com


O turismo e a economia de Cachoeira do Sul ganham novo gás com a Fenarroz

Atualmente, o turismo de eventos tem elevada importância para uma cidade, região e país como um todo. Com uma diversidade de cursos de especializações surgindo e com um vasto campo ainda a ser explorado, o turismo incentiva o desenvolvimento socioeconômico local, contribuindo para geração de empregos, renda e criação de infra-estrutura que beneficia não só o turista, como a população da cidade. Em Cachoeira do Sul, a atividade passa a ser mais um fator de desenvolvimento. De acordo com a secretaria de Indústria e Comércio do município, a Fenarroz é o maior evento de atração de pessoas de fora de Cachoeira do Sul, sejam turistas, expositores ou visitantes. O público em geral e os produtores rurais utilizam as empresas locais antes e durante todos os dias do evento. Conforme o diagnóstico fornecido pela secretaria, os hotéis ficam lotados, casas e apartamentos estão sendo alugados, postos de combustível, lojas de conveniências, bares, restaurantes e sorveterias serão utilizados, entre tantas outras opções do comércio e prestação de serviços que têm sua produtividade e lucratividade em expansão. Outro ponto alto da movimentação econômica ocasionada pela tradicional feira, é a necessidade dos expositores. Elas variam entre serviços gráficos, motoristas, tradutores e intérpretes, montadores de estandes, garçons, recepcionistas, seguranças, entre a variada oferta de profissionais que Cachoeira dispõe. A secretaria apontou, ainda, que na última feira, por exemplo, somente uma empresa de São Paulo fretou dois aviões com clientes de 10 Estados do norte, nordeste e centro-oeste do país, trazendo 320 pessoas com poder de consumo, que utilizaram os serviços locais.


Foto6.jpgFENARROZ 2006 927.jpg

A Fenarroz gera movimentação turística e econômica para Cachoeira do Sul.

Créditos: Arquivo Fenarroz.


Momento turístico de Cachoeira:

Dcq 10.jpg

O turismo em cachoeira do sul é um dos setores mais desenvolvidos entre os municípios gaúchos. Associado à cultura, é valorizado por grandes expoentes em todo o Estado. O “passeio-cidade”, os monumentos históricos e os pontos turísticos públicos, como praças, logradouros, Jardim Zoológico, Biblioteca Pública, Jardim Botânico, Ponte de Pedra, a barragem-ponte do Fandango, o Chateau D´Eau (escolhido como uma das maravilhas do Rio Grande do Sul pelo governo do Estado) e os balneários, entre outros destaques, compõem um cenário atraente. Além dos tradicionais eventos Vigília, Fegaes, Encontro Estadual e do Mercosul e a Fenarroz, estuda-se um projeto de turismo arquitetônico.



Da lavoura, para o prato. Da Fenarroz, para a história

406px-Ernesto Geisel.jpg|

O presidente Ernesto Geisel inaugurou a quarta edição da Fenarroz, em 1976, onde foi divulgada nacionalmente o Programa de Garantia das Atividades Agropecuárias.

Créditos: Divulgação

I Festa do Arroz – 1941: A Primeira edição Ocorria na cidade uma festa para comemorar a grande colheita de arroz daquele ano e o pioneirismo de Cachoeira do Sul na irrigação orizícola nacional. As ruas da cidade estavam decoradas com o produto e vários turistas foram à cidade para prestigiar o evento. Mas, no final do ano, ocorreu uma grande enchente no Rio Botucaraí e várias partes da cidade foram invadidas pela água. Existem relatos que definem o fato como castigo pela demasiada comemoração da colheita. Na segunda edição, em 1968, passado o trauma de 1941, o evento surgiu com grande repercussão nacional. Cachoeira do Sul foi reconhecida como sede do evento. Foram inaugurados a Fonte das Águas Dançantes Artibano Savi, os pavilhões da feira e o pórtico monumental.


Sobra de mais de R$794 mil é destaque de reunião ordinária da Celetro

No dia 15 de março, a Cooperativa de Eletrificação Centro Jacuí Ltda (Celetro) promoveu uma assembléia geral e mobilizou cerca de 700 associados. A cooperativa, que vai estar na 15ª Fenarroz, junto à Associação das Cooperativas de Cachoeira do Sul (Ascoop), foi realizada no Ginásio Arrozão e coordenada pelo presidente José Benemídio Almeida e seus conselheiros, entre administração executiva, conselho de administração e conselho fiscal. A reunião ordinária registrou uma sobra de R$749.132,37, que deverá ser aplicada em melhorias da rede da entidade. Apresentado nas demonstrações contábeis do último exercício fiscal, o valor surpreendeu o público e comprovou a conclusão do presidente: “Os números são o reflexo do constante crescimento da cooperativa”.

Diante dos resultados, os visitantes da Fenarroz terão um motivo a mais para trocarem idéias com os representantes da organização na feira. O investimento em responsabilidade social e na área técnica foi um dos focos mais enfatizados na apresentação do relatório de prestação de contas e, atualmente, são objetivos perseguidos por toda e qualquer organização projetada para o futuro e preocupada com o bem estar da comunidade onde está inserida. “A comunidade, as empresas e a imprensa se surpreenderam positivamente diante dos nossos números, mas esse sucesso é atribuído especialmente ao compromisso do associado e às parcerias que efetivamos, finaliza Almeida.

A Celetro foi fundada em 1969 por um grupo de pessoas que buscavam o desenvolvimento regional através da energia elétrica e, hoje, já legitima projetos e programas que têm representatividade em mais de 20 municípios. Os focos atuais são, de acordo com o presidente, o cuidado com o meio ambiente e o mais audacioso projeto da Celetro: A Termelétrica do Capané. Pelo andar da carruagem, o sonho está próximo de se tornar realidade.


Erro ao criar miniatura: arquivo não encontrado

|

O presidente José Benemídio Almeida coordenou a assembléia que teve um público de mais de 700 associados.

Créditos: Arquivo Celetro


Ser Rainha da Fenarroz não é sonho só das moças da cidade

Mães cachoeirenses sonham com as filhas vestindo os glamourosos vestidos e representando o maior evento orizícola do Mercosul


Ter a idade mínima de 15 anos, ser solteira, ser natural de Cachoeira do Sul ou domiciliada no município, contar com os atributos simpatia e comunicação, fluência na linguagem, conhecimento geral, elegância e desembaraço, postura, charme, graça, encanto, cortesia e delicadeza, harmonia física e beleza. Esses são apenas alguns dos pré-requisitos para uma jovem tornar-se a soberana da Fenarroz. O trio que representa a 15ª edição da feira, Mariana Amaral, Renata Streit e Camila Kelling, já provaram que o sonho tem um preço: muito estudo e dedicação. Conciliando a vida acadêmica com os compromissos da divulgação da Fenarroz, as belas representam o sonho de muitas jovens cachoeirenses, mas em especial de suas mães e avós, que acompanharam de perto a evolução da feira e o porte do evento que as beldades representavam edição após edição.

Jussara Hübner, que residiu cerca de 42 anos em Cachoeira do Sul, relembra diversas histórias. A personal treiner, que hoje trabalha em Capão da Canoa, conta que o evento movimentava toda a gurizada cachoeirense e que meninos e meninas esperavam com ansiedade a oportunidade de participar, de alguma forma, do grande acontecimento da cidade. “Quando eu era adolescente, só se falava nisso e, até hoje, é assim”, conta Jussara empolgada ao relembrar da juventude.

Para ela, o evento é o marco da cidade de Cachoeira e a lembrança mais marcante é o envolvimento da comunidade, que de uma ou de outra forma, sempre está envolvida a cada edição. Ela diz que toda mãe sonhava com a filha vestindo os glamourosos vestidos que também contam a história da cultura do arroz e, que sua madrinha já havia trabalhado assessorando no feitio dos modelitos. “A expectativa sempre toma conta da cidade. Primeiro a população fica aguardando o nome das candidatas, depois a eleição e, em seguida, as novidades que o evento traz para movimentar o agronegócio.

Marta Hübner, filha de Jussara, que teve, ao longo da trajetória da feira, várias amigas na disputa e outras no posto de soberanas, conta que, para a avó, foi uma grande decepção ela nunca ter se interessado pelo glamour da disputa. “Minha avó ficou triste de verdade. Mas por almejar cursar administração, o meu interesse sempre esteve mais voltado para a organização e o marketing do evento em si. E esse é o ponto alto do evento. Todos nós, que temos a raiz em Cachoeira, temos uma ligação com o evento, seja como expectador ou como participante”, finaliza a estudante.


Foto13.jpg|

As belas Camila Kelling Mariana Amaral e Renata Streit são as soberanas da 15ª Fenarroz.

Créditos: Divulgação.