SEARCH
TOOLBOX
modified on 29 de dezembro de 2010 at 12h27min ••• 5 735 views

Tupanciretã: Expotupã e Expocultura

De Wiki.dois

Ctupaexpotupaexpoculturacapaprontapa pronta.JPG

Tupanciretã: Expotupã e Expocultura

  • Data de Publicação: 22 de maio de 2009



Tabela de conteúdo

Tupanciretã - Especial 54ª Expotupã e a 5ª Expocultura

Tudo pronto para a feira

  • Aniversário: Feira tem trajetória centenária
  • Negócios: Apoio, soluções e opções criativas para o produtor são destaques
  • Cultura: Ligação entre produtor e sociedade urbana ganha força através da arte


Uma feira centenária

Um século de história marca a 54ª Expotupã

Está a todo vapor a organização dos últimos detalhes para a realização da 54ª Feira Agropecuária de Tupanciretã (Expotupã). O tradicional evento, que acontece na cidade de Tupanciretã entre os dias 27 e 31 de maio, tem como sede o Parque de Exposições Coronel Marcial Terra. Como não poderia deixar de ser, a feira terá diversos atrativos focados no cavalo da raça crioula. Serão realizadas as provas de aparte em mangueira e os leilões da raça, credenciadoras ao Freio de Ouro, entre várias atividades programadas. O evento é promovido pelo Sindicato Rural de Tupanciretã, Jari e Quevedos, em parceria com a Associação Cultura Raul Bopp.

Mas uma celebração faz da 54ª feira um acontecimento ainda mais especial: 100 anos de história. Conforme a assessoria de Relações Públicas, foi em 10 de abril de 1909 a sua primeira edição. Mas já em 1908 as primeiras páginas do atual sucesso foram escritas. No dia 07 de novembro desse ano, a Sociedade Agro-Pecuária fazia oficialmente do evento (na época dado como Exposição Agro-Pastoril Industrial) uma realidade possível.


Fotoumpaginadois12Angus05 - Fabricio Fucks.jpg


Créditos: Fabricio Fucks


Foto2paginadoisanimalAnimal 1- Cleber Jardim.JPG

Hoje, os animais fazem um show à parte no evento, evidenciando a força no segmento da região.

Créditos: Cleber Jardim


Da tradição, o sucesso

Cresce, aparece e se fortalece

As últimas edições da tradicional feira comprovaram a sua importância no cenário regional e estadual. Dados os registros, a 53ª edição do evento registrou um público de aproximadamente 65 mil visitantes. E a indústria e o comércio também são responsáveis pelo sucesso. O crescimento para ambos setores é elevado e têm garantido expositores fiéis, conforme informações da assessoria de comunicação do evento. No último ano, foram comercializados mais de 150 espaços internos e externos e foi possível verificar que na 53ª Expotupã o volume de negócios girou em torno de sete milhões de reais.


CresceapareceesefortalecefotoumpaginatresFoto Zapelinni.jpg

Na foto é possível verificar o sucesso de público. A imagem ilustra um dos momentos de entretenimento do evento.

Créditos: Zapelinni


Diferenciais que vêm atraindo expositores

  • A Expotupã é a quarta feira mais antiga do Estado e a terceira da região.
  • A feira registrou um crescimento de público nos últimos anos acima de 200%.
  • Tupanciretã tem a economia voltada para o agronegócio. Cerca de 78,9% do Produto Interno Bruto origina-se do setor primário.
  • O município sede é o maior produtor de soja do Rio Grande do Sul e a cultura de trigo possui área plantada de quase 30 mil hectares.


Diferenciaisquevematraindoexpositores1P5270012 - cleber jardim.JPG

Como não poderia deixar de ser, a feira mantém diversos atrativos focados no cavalo da raça crioula, outro ponto que garante apreciadores fiéis ao evento.

Créditos: Cleber Jardim.


PASSADO À LIMPO

Para que se chegasse na atual estrutura da feira muita coisa aconteceu. Confira abaixo os principais fatos:

  • 1908: Criação da Sociedade Agropecuária.
  • 1909: 1ª Exposição Agro-Pastoril Industrial.
  • 1912: 2ª edição da Exposição Agro-Pastoril Industrial.
  • 1929: Reorganização da Sociedade Agropecuária, que passou a se chamar Casa Rural Serrana. Em março do mesmo ano também aconteceu a 3ª Exposição Agropecuária e Industrial e, paralelamente, o I Congresso Regional de Criadores Serranos.
  • 1930: A Feira do Gado Gordo e o II Congresso Regional de Criadores da Região Serrana marcam o período.
  • 1931: Lançada a idéia da criação da Cooperativa Sul Rio Grandense de Carnes.
  • 1938: Aprovação da criação da Cooperativa Rural Serrana, criando-se o maior complexo industrial de carnes da América

Latina.

  • 1943: Aquisição da área para a construção da sede social (Parque de Exposições Cel. Marcial Terra).
  • 1946: Construção da sede social e realização da 5ª Exposição.
  • 1948 a 1956: Realização de três grandes exposições-feiras agropecuárias e industriais.
  • 1956: Reforma estatutária da Casa Rural que passou a se chamar Associação Rural de Tupanciretã.
  • 1967: 1ª Exposição Regional de Rústicos da Raça Abergeen Angus.
  • 1970: Criação da Cooperativa Agrícola de Tupanciretã (Agropan).
  • 1978: Exposição do Cinquentenário de Tupanciretã.
  • 1999: Sindicato Rural estende sua base territorial ao município de Jari, tornando-se Sindicato Rural de Tupanciretã e Jari.
  • 2005: Acontece a 50ª Expotupã e, paralelamente, a criação da I Expocultura.
  • 2007: Sindicato Rural recebe a autorização para a extensão de base ao município de Quevedos, tornando-se Sindicato Rural de Tupanciretã, Jari e Quevedos.


Da dedicação, a expectativa por novas conquistas

54ª da Expotupã já gera expectativa

Falta pouco. O evento mais tradicional de Tupanciretã acontece entre os dias 27 e 31 de maio, no Parque de Exposições Cel. Marcial Terra. Quem promove a Expotupã é o Sindicato Rural do município sede, Jarí e Quevedos, com o apoio da Prefeitura Municipal, Associação Comercial e Industrial de Tupanciretã (ACIT) e Cooperativa Agrícola de Tupanciretã (Agropan).


ExpotupajageraexcpectativafotocentralDSC02236 - Claudia Arance.JPG

A organização pretende potencializar a qualidade de cada expositor, bem como promover o amplo desenvolvimento econômico da região, incentivando o progresso e o crescimento do município fundamentado nos interesses da sustentabilidade e na melhoria da qualidade de vida dos segmentos envolvidos.

Créditos: Claudia Arance


Estrutura

  • Área de 12 hectares
  • 02 pavilhões de comércio
  • Espaços externos para comércio e indústria
  • Pavilhão de remates e para mostra de animais
  • Pistas para desfile de animais, rodeio e jeep-cross
  • Núcleos de criadores de cavalos Quarto de Milha e Crioulo

Destaques

  • Atividades de cunho comercial e cultural, mostra de animais, prestação de serviços, palestras, workshops, shows e apresentações artísticas.

Perspectiva

  • Ampliar sua atuação de uma maneira inovadora avaliando seus objetivos, demonstrando potencialidades de maneira prática e sem perder as características principais que priorizam o trabalho, a tecnologia e o desenvolvimento.


ENTREVISTA

O presidente do Sindicato Rural e da feira, Belquer Ubiraja da Silva Lopes, adiantou suas expectativas e deu seu parecer acerca da tradição do evento. Confira:


Fotobelquerubirajaentrevistaum presidente.jpg


ZH Tupanciretã: A Expotupã tem enorme importância no cenário municipal e regional, além de projetar-se perante o Estado. Como o senhor avalia essa evolução?

Belquer Lopes: Acredito que pelo fato de trabalharmos numa seqüência centenária de propósito, movidos sempre pela busca do bem comum, dando o melhor de si para promover o desenvolvimento da atividade primária dentro do contexto em que vivemos e, apoiados por uma equipe comprometida, construimos uma imagem de seriedade e de eficiência perante os cooparticipantes do evento. O conjunto harmônico é o grande responsável pelo sucesso.

ZH Tupã: No quesito negócios, quais são as suas expectativas e quais seguimentos imagina que serão destaques?

Lopes: A Expotupã sempre nos surpreende. Podemos dizer que a participação das empresas e a consequente realização de negócios na feira, fazem parte de um processo de relacionamento e amadurecimento. Quem precisa de determinada máquina ou produto, por exemplo, indo à feira encontrará as melhores condições de realizar seu objetivo. O carro-chefe será a afirmação das empresas que realmente estão do lado do produtor, oferecendo apoio, soluções e opções criativas de acordo com o momento.

ZH Tupã: A parte social é outro destaque. A idéia é pensar na comunidade como um todo?

Lopes: Exatamente. Ao longo dos anos, a diretoria do Sindicato Rural, que é quem estabelece estratégias de ação para o setor, percebeu que precisava melhorar a ligação entre o produtor e a sociedade urbana.

ZH Tupã: Qual a expectativa de público para este ano?

Lopes: Esperamos um público maior do que as 60 mil pessoas que conferiram o evento no ano passado.


TUPÃ PELA CULTURA

Destacar as expressões culturais locais e ampliar a relação da comunidade com as artes foram as principais motivações para a idealização da Expocultura, em Tupanciretã. Acontecendo paralelamente com a Expotupã, o evento é sucesso de público, ampliando-se a cada ano, e chegando a sua quinta edição. “Brincar com a arte”, este ano, é a idéia básica do evento, que contará com artistas regionais e estaduais, além dos talentos oriundos da comunidade. “Brincar com a arte é ter prazer, fazer algo pelo bonito além das vantagens físicas, intelectuais ou monetárias”, destaca Ana Laura Abreu, arquiteta e coordenadora da Expocultura. A Expocultura foi idealizada e criada como um evento paralelo para comemorar a 50° Expotupã, em maio de 2005. “O então presidente do Sindicato Rural de Tupanciretã e Jarí, Dr. Pedro Luiz Herter, foi o idealizador do evento e, como membro da Associação Cultural Raul Bopp, convidou a entidade para formar esta parceria que existe até hoje”, relembra Ana Laura. Ao longo das edições, parcerias foram feitas com escolas, academias, entidades nativistas e grupos étnicos, e a comunidade já conta com o evento para dar visibilidade aos seus trabalhos.


FotoumpaginacincoaexemploExpocultura 001 - ana laura abreu.jpg

A exemplo de anos anteriores, neste ano o enfoque será o teatro e a dança, contanto com atrações como o Grupo Frotole Del Barracón, o Grupo Teatral A Turma do Dionísio e o Grupo de Dança Tap Step by Step.

Créditos: Ana Laura Abreu


Tupapelaculturafotodoisasexpectativas233ª Expocultura - Foto Cleber Jardim.JPG

As expectativas são grandes, tanto pela diversidade de atrações quanto para o aumento do público, já que o evento está sendo cada vez mais reconhecido na região.

Créditos: Cleber Jardim


ELES APOSTAM NA IDÉIA=

“ A Expotupã é um evento tradicional de grande relevância para o município e região. Eleva o nome da cidade, oportuniza negócios e a divulgação das atividades e cultura, em especial a agricultura e pecuária que representam sua base econômica. O Banrisul sempre se faz presente com e acreditamos nos resultados da feira, sempre traduzidos em crescimento e desenvolvimento”.

Neiva Iara Rigão – Gerente Geral Banrisul


“A Expotupã é hoje um evento que marca a importância do setor produtivo e do desenvolvimento de nossa cidade e que, em conjunto com a Expocultura, fazem desta festa um marco da arrancada no rumo da construção dos novos horizontes que tanto almejamos”.

Pedro Luiz Herter - produtor rural e vice-presidente do Sindicato Rural


“Tupanciretã, que é um município essencialmente agropecuário, vive nestes dias o ápice do setor produtivo. A Sicredi, sendo uma instituição financeira da comunidade, também se faz presente se colocando ao lado dos organizadores, patrocinando a feira e, junto ao produtor, levando a possibilidade de financiamentos em todos os ramos do agronegócio”.

Elemar Radaelli - Gerente de UA Sicredi Planalto RS


Legislativo marca presença no evento

A câmara dos vereadores de Tupanciretã também estará presente na Expotupã e Expocultura 2009. O apoio se deve à importância da feira para toda a região, pois favorece a agricultura, que é a base da economia da cidade, viabilizando bons negócios e valorizando os produtores rurais. Segundo as informações disponibilizadas pela assessoria de imprensa do poder legislativo do município, a feira proporciona também o reconhecimento da cultura e dos artistas locais.


Legislativomarcapresencanoevento1Foto câmara.jpg

A Câmara acredita no evento e vai participar atendendo a comunidade.

Créditos: Arquivo Câmara


Espaço nesta edição e perspectiva para a próxima

No próprio parque de exposição será montado um espaço especialmente para o poder legislativo da cidade, onde, segundo sua assessoria de imprensa, todos os vereadores estarão disponíveis para atender a comunidade. Mas a intenção é ter espaço permanente na Expotupã. Tanto é que o projeto para um local fixo no parque já está pronto e a construção deve ser finalizada até a feira do ano que vem.


ESPORTE

A Câmara dos Vereadores de Tupanciretã apóia o esporte. A atenção se dá através do Tupã Futebol Clube em prol do desenvolvimento do Grêmio Esportivo Pedro Osório - GEPO.


Saiba mais sobre o lugar onde acontece a feira

A Expotupã e a Expocultura mostram um pouquinho do que caracteriza a economia e cultura de Tupanciretã. Mas os atrativos da cidade não se resumem à festa. A cidade possui uma rica história, de povoamento indígena e colonização polonesa, que é um marco na sua trajetória de desenvolvimento. Suas belezas naturais e arquitetônicas, sua gastronomia e a hospitalidade deste povo tão diversificado, tornam a visita à cidade indispensável. Para quem pretende conhecê-la, preparamos um guia dos principais pontos turísticos, locais para ficar, além dos restaurantes locais.

Fotodoissaibamaissobreafeira2Igreja Matriz.JPG

Fotoumsaibamaissobreafeira1Padroeira do Município.jpg Saibamaisosobreafeira3fototresMonumento Origens Históricas.JPG

Da fé às origens, Tupã mostra sua evolução.

Créditos: Secretaria Municipal de Industria e Comércio


ONDE FICAR

  • Hotel São Rafael: Rua Aníbal Cardoso, 196 / Fone (55) 3272 1723
  • Hotel Cassino: Rua Exp. João Moreira Alberto, 400 / Fone (55) 3272 1642
  • Hotel Diplomata: Av Rio Branco, 517 / Fone (55) 3272 3455


GASTRONOMIA

  • Restaurante Sollares: Rua Sete de Setembro, 139 / Fone (55) 3272 1333
  • Mickey Lanches: Rua Paulino Aquino, 250 / Fone (55) 3272 3462
  • Restaurante do Parque: Rua Frederico Herter, 182 / Fone (55) 3272 3010
  • Mais Sabor : Av. Vaz Ferreira, 958 / Fone (55) 3272 2100


PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS DE TUPÃ

  • Museu Municipal e Centro líbero-Cultural José do Patrocínio: Rua Exp. Moreira Alberto, 147
  • Rio Jaguari: Carta Testamento de Getúlio Vargas e Busto de João Moreira Alberto
  • Praça Municipal Coronel Lima, na Avenida Vaz Ferreira
  • Barragem Parque Moto – Náutico
  • Igreja Matriz Mãe de Deus, na Av. Vaz Ferreira


Movimento e progresso=

A Expotupã e a Expocultura movimentam a cidade e acabam trazendo retorno para outros segmentos como o turismo e o comércio. Segundo o presidente do Sindicato Rural e dos eventos, Belquer Ubirajara Lopes, o bem comum se encaixa nesse aspecto. “Trabalhamos sempre com uma visão do todo, onde o benefício que o evento traz a comunidade repercute em ondas de influência positiva, úteis e benéficas. Muitas vezes as pessoas não se dão conta disso e algumas não entendem que ao adquirirem seu ingresso, estão contribuindo ativamente para o crescimento do meio em que vivem”, salienta.


Tira-teima

Terra da Mãe de Deus. Este é o significado de “Tupanciretã”, de acordo com a linguagem indígena. A palavra é uma junção de termos da língua. Tupã, originalmente, significava divindade indígena associada ao raio e ao trovão, mas os padres jesuítas ensinaram os índios a utilizarem-na também para o Deus dos cristãos. A “mãe” de tudo, conhecida em guarani por “cy”, seria a Nossa Senhora, assim como a mãe de Deus, denominada pelos missioneiros como “Tupancy”. Por fim, “retan” significava “terra de”, formando o nome da cidade. Seu nome, aliás, encerra a lenda de sua criação. A história, além de comovente, conta um pouco de sua colonização. Na verdade, Tupanciretã foi povoada inicialmente pelos índios charruas e minuanos, e mais tarde pelos jesuítas da redução São João Batista. Aos poucos, a terra foi vendida em lotes para diversos compradores, mas foi somente após a inauguração da estrada de ferro Santa Maria – Cruz Alta, em 20 de setembro de 1894, que a cidade despertou o interesse de muitos, ao abrigar uma estação intermediária. Muitos viram no local uma possibilidade de futuro promissor na lavoura e pecuária. Em 1928, o presidente de então, Getúlio Vargas, assinou o decreto 4.200, que emancipava o Município de Tupanciretã. Hoje a cidade é uma das maiores produtoras de soja do estado com um comércio avantajado, o varejo na venda de produtos alimentícios, vestuário, eletrodomésticos, combustíveis, materiais de construção, produtos agropecuários e de uso veterinário também são importantes destaques.


Agende-se

Show de beleza e diversão

A corte da 54ª Expotupã e 5ª Expocultura é outro destaque do evento. Quem for conferir deverá ser recepcionado por muita beleza e simpatia. As belas Letícia Almeida (a rainha, ao centro), Carolina Malheiros (esq.) e Isadora Soldera (dir.) são as soberanas da edição.


ShowdebelezaumCaroline Malheiros, Letícia Almeida e Isadora Soldera - créditos Luis Afonso Costa.JPG

Tradicionalmente, o evento apresenta suas soberanas.

Créditos: Luis Afonso Costa


Programação da 54ª Expotupã e 5ª Expocultura

Negócios e entretenimento marcam o evento. A programação é vasta e atraente. Confira:

27.05 (Quarta-feira)

  • 8h: Início da montagem dos Estandes e da entrada dos animais a galpão
  • 15h: Início da visitação pública
  • 16h: Abertura do Projeto “Galpão dos Tropeiros” – Promoção Respira Tupã
  • 21h: Show com "Grupo Rodeio"
  • 24h: Término da entrada de animais a galpão


28.05 (Quinta-feira)

  • 8h: Julgamento de admissão de animais a galpão
  • 9h: Início da visitação pública
  • 9h: Inscrições Raly do Rotary
  • 14h: Julgamento de Morfologia das raças Quarto de Milha, Paint Horse e Appaloosa (Pista 01)
  • 14h: Julgamento de Morfologia de Bovinos de Corte (Pista 02)
  • 14h: Largada do Raly do Rotary
  • 15h: Julgamento de Morfologia de Bovinos de Leite (Pista 02)
  • 16h: Julgamento de Morfologia de Ovinos (Pista 02)
  • 21h: Show com a “Banda Doce Pecado"


29.05 (Sexta-feira)

  • 8h: Julgamento de Admissão da Raça Crioula
  • 10h: Julgamento Morfológico Oficial da Raça Crioula (Pista 01 e 02)
  • 10h: Início da visitação das escolas municipais
  • 10h: Palestra “Importância da Dieta Pré-parto na produção Leiteira”
  • 11h: Inauguração do Horto de Plantas Bioativas (Junto ao Horto HPaz)
  • 14h: Julgamento Morfológico da Raça Crioula (Pista 01)
  • 14h: Inauguração da Sede da Etnia Afro
  • 14h: Julgamento de Morfologia de raça Pônei Brasileiro (Pista 02)
  • 15h: Lançamento do Programa “Frente Programática de Extensão Rural RS” “Programa Rio Grande Mulher” Palestrante: Marilene Ferreira (Emater)
  • 17h: Entrega de Prêmios da Raça Crioula no NCCCT
  • 19h: Coquetel de Confraternização e Entrega de Prêmios do Núcleo de Criadores de Quarto de Milha
  • 20h: Palestra Sobre Morfologia Funcional - Palestrante: Álvaro Dumoncel (ABCCC)
  • 21h: Show com "Luiz Marenco”
  • 23h: Show com "Mano Lima”


30.05 (Sábado)

  • 8h: Início do Torneio de laço do NRCCQM (Pista de Laço)
  • 10h: Julgamento de Melhor Estande
  • 10h: Interiorização da Farsul e Reunião da Regional 3 e as demais
  • 11h: Palestra Questão Ambiental Vista Para Notários
  • 12h: Término das inscrições para Prova Funcional da Raça Crioula
  • 12h: Almoço com as Autoridades
  • 14h: Apresentação da Banda Municipal “Nestor André Mantese”
  • 15h: Desfile dos animais Premiados
  • 15h: Abertura Oficial da feira
  • 16h: Início do Julgamento Morfológico da III Prova Funcional da Raça Crioula. Comemorativa aos 100 anos da 1ª Exposição
  • 16h: Sessão Solene da Câmara de Vereadores. “Homenagem ao Produtor do Ano”
  • 22h: Show com "Cartolas”
  • 23h30min: Show com "Chimarruts”


31.05 (Domingo)

  • 9h: Início das Provas Funcionais da Raça Crioula – Andadura e Figura (percurso)
  • 13h30min: Inauguração da Pista de Provas e Remates
  • 14h: Provas Funcionais da Raça Crioula (Mangueira, Bayard-Sarnento e Paleteada)
  • 16h: Concurso de Animais de Estimação
  • 19h: Coquetel de Confraternização e Entrega de Prêmios


01.06 (Segunda-feira)

  • 8h: Início da entrada dos Animais Rústicos
  • 14h: Julgamento de Melhor Lote de Animais Rústicos
  • 15h: Leilão de Rústicos.


Programação Palco da Expocultura

27.05 (Quarta-feira)

  • 20h: Timbre Campeiro (Palco de Shows)


28.05 (Quinta-feira)

  • 20h: Tupancys (Palco de Shows)


29. 05 (Sexta-feira)

  • 10h: Teatro (infantil) Escola Flory Kruel
  • 10h30min: Teatro (infantil) Grupo Teatral Camaleões da Folia de Passo Fundo
  • 14h: Escola Serafim Correa de Barros – Espinilho
  • 16h: Teatro (infantil) camaleões da Folia de Passo Fundo
  • 19h: Physical Academia – Espetáculo de Dança “Sereníssima”
  • 20h: Musical Scorpions (Palco de Shows)


30.05 (Sábado)

  • 9h30min: Oficina de Percussão com Edu Pacheco
  • 14h: Etnia Afro
  • 17h: Projeto Lubuno – Jarí
  • 17h: Grupo da 3ª Idade Vivendo a Vida com Alegria
  • 18h: Quinteto AMEARTE – música instrumental
  • 19h: Teatro (adulto) “Il Gran Caçadore” – Grupo Teatral Frotole del Barracon de Nova Palma


31.05 (Domingo)

  • 10h30min: Invernadas Artísticas – Entidade Nativista Taquarembó (Tablado)
  • 11h30min: CTG de Quevedos
  • 14h: Invernadas Artísticas CTG Tapera Velha (Tablado)
  • 15h: Invernada Artística Sentinelas da Tradição – Escola Flory Kruel (Tablado)
  • 16h: Teatro (infantil) – “O mundo dos Brinquedos” - Santo Ângelo
  • 17h: Etnia Árabe
  • 18h: Música – Daniela e Grupo
  • 18h: Elenco Piazito – Positivo
  • 19h: Espetáculo de Dança com Cia Danças Tap. Step by Step
  • 20h: BandAna (Palco de Shows)
  • 21h: Banda Código Livre (Palco de Shows)
  • 22h: Banda Johnny Kake (Palco de Shows)
  • 23h: Banda Os Margô (Palco de Shows)


2º Nadalin - Festival de Cinema e Vídeo Amador

  • Premiação a curtas nas categorias documentário, ficção e estudantil.


Exposições

  • A História dos Brinquedos Desde a Antiguidade
  • Pintores de Tupanciretã
  • Associação de Veículos Antigos de Santa Maria
  • Cidade de Jarí
  • Cidade de Quevedos
  • Respira Tupã
  • Mostra de Fotografias
  • Tributo ao Artista – João Habillio Soares


Parcerias

  • ACIMEC – Bistrô
  • Juanita Curia – Esculturas em Fósforo (Porto Alegre)
  • João Vieira – Esculturas em Reciclagem (Torres)
  • Lar das Vovozinhas de Santa Maria


Ingressos permanentes - R$ 30,00

Ingressos Diários

  • 27/05: até as 17 horas - R$ 4,00. Após R$ 10,00
  • 28/05: até as 17 horas - R$ 4,00. Após R$ 10,00
  • 29/05: até as 17 horas - R$ 5,00. Após R$ 15,00
  • 30/05: até as 17 horas - R$ 5,00. Após R$ 20,00
  • 31/05: até as 17 horas - R$ 5,00, Após R$ 10,00