SEARCH
TOOLBOX
modified on 24 de março de 2011 at 20h40min ••• 7 690 views

Quarta Colônia (167)

De Wiki.dois

4colonia1dejaneiro2010Capa.jpg

Quarta Colônia

  • Data de Publicação: 31 de dezembro de 2009 / 1º de janeiro de 2010




Tabela de conteúdo

Especial Cidades & Cotidiano Ano Novo

Adeus Ano Velho. Feliz Ano Novo

Desta vez, viemos relembrar o que passou e fortalecer o compromisso com a informação. Confirma abaixo um pouquinho do que você leu em 2009 no Caderno Quarta Colônia (continua na página 3).


  • Janeiro de 2009: O Caderno Quarta Colônia destacou a participação popular para o planejamento da região, divulgou alguns pontos e possibilidades turísticas, deu vida ao Ecoturismo e, ainda, noticiou os principais eventos do período.


Retrspectiva1DSC 6853.JPGRetrospectiva2 6854.JPG


  • Fevereiro de 2009: A tradicional homenagem à Nossa Senhora dos Navegantes em Dona Francisca e o carnaval na região tomaram as páginas do encarte. Mas foram temas como a estruturação de base cartográfica digital dos municípios integrantes do Projeto Planejamento Ambiental da Quarta Colônia que renderam mais olhares ao potencial da região.


Retrospectiva3 6855.JPGRetrospectiva4 6856.JPG


  • Março de 2009: Este mês veio recheado. A concentração da produção agrícola na Quarta Colônia, o Cappa, o “I Concurso e Mostra Fotográfica Águas de Agudo, Vida em Agudo” e a gastronomia, entre outros temas trouxeram os leitores para perto do Caderno Quarta Colônia.


Retrospectiva5 6857.JPGRetrospectiva6 6858.JPG


  • Abril de 2009: Em abril, não foi diferente. O Caderno Quarta Colônia aproximou a comunidade da informação. A horticultura, o cooperativismo e as festas típicas foram os destaques.


Retrospectiva7 6859.JPGRetrospectiva8 6860.JPGRetrospectiva9 6861.JPG


  • Maio de 2009: A celebração da história de Ivorá, a tradicional Expocolônia em Faxinal e sua força para o progresso do Agronegócio foram alguns dos temas apresentados e discutidos. Também teve destaque a chegada da imigração italiana na região central do Estado, o turismo rural e os produtos da terra.


Retrospectiva10 6863.JPGRetrospectiva11 6864.JPG


  • Junho de 2009: Antes de dar uma pausa e retomar a sua caminhada em setembro, o Caderno Quarta Colônia teve em junho um mês importante. O artesanato foi retratado com verdade e mostrou que das “mãos da Quarta Colônia” a cultura é disseminada. Do mesmo modo, tratou-se das belezas naturais e do desenvolvimento sustentável da região.


Retrospectiva12 6866.JPGRetrospectiva13 6869.JPGRetrospectiva14 6872.JPG


Renovando e crescendo

Todo ano é assim, a esperança se renova na certeza de dias melhores. É chegada a hora de dar uma trégua para fazer um minucioso balanço de tudo que foi vivido no ano que passo. Dizem os especialistas que é preciso sempre lançarmos desafios. Em 2009 mudamos de cara e criamos novas editorias. Mas em 2010 queremos, além disso, interatividade, participação da comunidade, dicas, sugestões. Eis o nosso desafio e a missão de cumprir tudo para atender o desejo do leitor. Acompanhe a nossa retrospectiva, reflita sobre o artigo da página 2 e permaneça conosco em 2010. E mais: Receba o novo ano com um largo sorriso.


Retrospectiva15 taças.jpg


Pesquisa & Realidade

Boa caminhada em 2010

José Itaqui*


Aprendemos a ler as marcas do tempo e da vida que foram sendo, naturalmente ou artificialmente, impressas nas rochas e a cada evidência podemos dar uma data aproximada da ocorrência de tal fato. Umas são de bilhões de anos, outras de milhões e estas marcas constituem um quebra cabeça fantástico na busca de dar uma sequência lógica do como foi a nossa transformação de “pó de estrelas” ao que somos hoje. Mas não é disto que trata este artigo. Melhor, na verdade é sobre o tempo e das datas, só que não quero entrar, muito menos me perder nas suas profundezas. Quero sim, ao menos pretendo, é me aproximar a ele pelo primeiro segundo do minuto do relógio, do primeiro minuto da hora, da primeira hora do dia, do primeiro dia da semana, do mês, do ano, da década e que, por uma causalidade poderá até mesmo coincidir com o início do século, do milênio... Não importa onde o momento comemorativo esteja marcado no calendário, todos eles marcam e, queiramos ou não, se remetem a nós e aos nossos simbolismos.

Mas, os que tem sentido e que se sobressaem não são primeiros como datas soltas, e sim as datas marcantes da nossa história de vida, seja ela individual ou coletiva. O vivido ganha sentido na soma que se dá no tempo, de horas, semanas, meses e anos... E são estes primeiros que simbolicamente comemoramos e que nos permitem refletir sobre o tempo que nos dá sustentação e projeção a um por vir. A experiência, a maturidade e o conhecimento são palavras que damos àqueles que acumulam anos, aos mais velhos que seguem vivos e cheios de vida. Deles tenho aqui e agora, na minha mente, a grata presença de Oscar Niemayer.

O sentido de tempo, devido ao desenvolvimento tecnológico, está em permanente transformação, processo que modifica a nossa percepção. Mas tempo é medida que se dá no espaço e é nesta relação que ele tem, nas últimas décadas, se manifestado com todo o seu peso e voracidade. “O tempo não para!” (Cazuza). Se acelera, alargando-se no minuto, na hora e compactando-se ao mesmo tempo. São os mesmos 365 dias que passam como se fossem o quarto da hora restante. O ano de 2009 se foi e no 2010 já o temos, em grande parte, comprometido. A loucura disto é que nos sessenta segundos de um minuto, muitas vezes se tem a sensação de que eles são horas ou o contrário a hora foi percebida como um segundo.

Que horas são? Já!!! Não me dei por conta! De repente nos damos por conta que o tempo... ze finio!. Nãooooooo!!! Eu quero todos os meus segundos, minutos, horas, dias, meses, anos que não vivi. Que fizeram de mim??? Não me dei por conta da importância de cada minuto! Simplesmente consumi, se foram... Para onde? Sei lá! O terrível é que sei e me dá vergonha em dizer como os perdi. Foram-se minutos, horas, dias, meses e anos olhando a cara gorrrrda do Faustão. Plim! Pim!!!

O primeiro é uma questão de ordem. De posicionamento entre um ponto e o outro e este espaço entre eles não necessita ser uma pista de competição de alto rendimento. Por mais que a nossa sociedade execre os últimos e valorize, dos três primeiros que sobem ao pódio, somente aquele que ocupar o ponto mais alto. Participar por participar ou por prazer para muitos não é uma meta, melhor, é um discurso politicamente correto que tenta iludir o gosto amargo da impotência. O pior é que, mesmo quando verdadeiro, não acreditamos.

Assumir uma posição, percorrer um longo caminho são processos que podem ser vistos como atos de sorte e até mágicos. Na maioria dos casos eles são produtos de muita energia concentrada no querer fazer. Para uns os resultados se dão sem grandes esforços, para outros é uma via cruz de por vida. Mesmo assim esses convictos do querer serem seguem confiantes na luta, energizando-se nela, extraindo forças não sei de onde e fazem do seu querer uma forma de ser inteiros na sua incompletude. Para eles os primeiros da hora, do dia, do mês, do ano ou até mesmo do pódio, sintetizam o esforço da caminhada. Que este primeiro do ano nos dê serenidade, mas também ousadia e o tempo para fazer desta caminha bem mais que resultados para os outros, que ela seja, antes de tudo, a satisfação de caminhar porque o resto é consequência.


Secretário Executivo do CONDESUS* condensus@quartacolonia.com.br


Quarta Colônia Viva

Retrospectiva 2009: Em toda página, uma história


  • Setembro de 2009: O mês de setembro marcou o retorno do caderno Quarta Colônia. Neste mês, os destaques das primeiras edições ficaram com as potencialidades dos municípios da Quarta Colônia. Silveira Martins estava em seu primeiro mês de aulas na Unidade Descentralizada de Educação Superior da UFSM, e as expectativas para o semestre foram levantadas. Personagens importantes de municípios da região ganharam visibilidade, como o coroinha Adílio Daronch e Alberto Pasqualini.


4coloniafotoumSetembro 01.jpg4coloniafoto2Setembro02.jpg


  • Outubro de 2009: O mês de outubro deu espaço para a memória da Quarta Colônia. Em Nova Palma, o Centro de Pesquisas Genealógicas reúne materiais sobre as famílias de imigrantes que povoaram a região, sendo espaço para rica pesquisa. Já em Pinhal Grande, o destaque são as mudanças que o Museu municipal vai sofrer, observando as novidades em Museologia e objetivando mais proximidade com os visitantes. A Paleontologia e o Turismo, destaques da região, também preencheram a capa do Quarta Colônia em outubro.


4coloniafoto3Outubro01.jpg4coloniafoto4Outubro02.jpg4coloniafotocincoOutubro03.jpg


  • Novembro de 2009: O Planejamento Ambiental da Quarta Colônia, lançado em novembro, foi o destaque no mês. Ao considerar as potencialidades da região, assim como o patrimônio cultural e histórico das cidades da Quarta Colônia, o planejamento será fundamental para o desenvolvimento sustentável da região. As festividades pela Semana do Município de Faxinal do Soturno também ganharam espaço nas páginas do Quarta Colônia.


4coloniafoto8Novembro01.jpg4coloniafoto9Novembro02.jpg


  • Dezembro de 2009: Possibilidades de destinos para as férias abriram o mês de dezembro, mas o principal assunto do mês foi o Paleo/RS, evento anual que reúne alunos, professores, paleontólogos, paleoartistas e interessados na área. O último dia de evento contou com uma atividade prática, onde as teorias ganharam espaço. Neste dia, o Centro de Apoio a Pesquisa Paleontológica ganhou seu primeiro fóssil – a primeira vértebra de um Arcossauro.


Dezemb4coloniaro01.jpgFoto124coloniaDezembro02.jpg Dezefoto134coloniambro03.jpg


Participe. Faça parte do Quarta Colônia

O objetivo principal do Caderno Quarta Colônia é informar sobre as mais diversas atividades realizadas na região, destacando o turismo, a religião, a gastronomia, a preservação histórica e o desenvolvimento regional. Além disso, procuramos sempre representar o povo da Quarta Colônia, valorizando-o e resgatando sua história. Esse espaço é dos habitantes, ex-habitantes e futuros-habitantes da região, bem como para os visitantes, tão bem-vindos pela população. Para que essas pessoas usem melhor esse espaço, divulgamos essa terra. E queremos divulgá-la ainda mais em 2010.

Nas páginas, a sua cara. No tecer das palavras, a sua história - É por esse motivo que viemos aqui - para convidar vocês a participar da construção do caderno Quarta Colônia! Além de criticar elementos que podem ser melhorados e elogiar os aspectos positivos, por meio desse espaço você também pode sugerir pautas para as matérias e pessoas sobre as quais poderemos falar. Através do periódico, queremos contar a história de pessoas que contribuíram de alguma forma para as suas comunidades ou que são conhecidas entre os moradores por seus causos ou feitos. Se você tem uma história curiosa ou interessante que aconteceu em uma das cidades da região, quer tirar alguma dúvida ou contar uma notícia sobre a Quarta Colônia, também pode entrar em contato com a nossa redação. Escreva para o endereço eletrônico contato@quartacolonia.com.br ou ligue para (55) 3026 3647 e fale com a Dois Assessoria e Comunicação. Interatividade será palavra de ordem em 2010.


Bom de Garfo

Delícia ontem e hoje

Ceia de Natal e Ano Novo. Nada melhor! Mas uma coisa é certa: há sempre exagero no preparo. A tradição das comidas especiais permanece e isso é saudável. No entanto, no dia seguinte tem um pouco de tudo e uma dúvida paira no ar: o quê fazer com as sobras? O Caderno Quarta Colônia trouxe uma dica especial. Confira abaixo e faça em casa:


Bolo com Sobras de Tender

Fotoumbolo com sobras de tender.jpg

Créditos: Divulgação


Ingredientes

  • 1 kg (sobras) de tender processado no liquidificador ou picado bem pequeno
  • 2 abobrinhas raladas no ralo grosso
  • 1 cebola picada
  • 2 xícaras (chá) de pão amanhecido picado
  • 4 ovos
  • 2 colheres (sopa) de manjerona picada
  • 2 colheres (sopa) de salsinha picada
  • 2 colheres (sopa) de cebolinha picada
  • 1 colher (sobremesa) de mostarda
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto


Para decorar

  • De 6 a 8 rodelas de abacaxi em calda grelhado (numa frigideira ou na grelha) por 3 min. de cada lado em fogo

alto.

  • Tomates-cerejas, azeitonas verdes, ceboullette, ameixas ou outra a gosto.


Modo de Preparo

  • Numa vasilha, misture todos os ingredientes. Coloque numa forma de aro removível de 23 cm de diâmetro, untada com manteiga, e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 30 min.


Acontece

2010 promete

Confira na agenda abaixo um pouco do que está por vir:

Agudo:

  • Está programado para janeiro os eventos Garota Verão e Garota dos Balneários.
  • Para fevereiro, é a Semana do Município o evento de destaque.
  • A tradicional VolksFest deverá acontecer em julho.
  • A tão esperada Festa do Moranguinho fica para outubro.


FotodoispaginacontracapaDSC 2955.JPG

Créditos: Andrewes Koltermann


Dona Francisca:

  • A também tradicional Festa de Nossa Senhora dos Navegantes deve acontecer em fevereiro. A previsão é para o dia 2.
  • Em julho o município vai comemorar a Semana do Município.
  • Já em setembro é a 3ª Romaria dos Beatos Padre Manoel e Coroinha Adílio Daronch o grande destaque.


Paginacontracp4padre e coroinha.jpg

Créditos: Divulgação


Faxinal do Soturno:

  • O famoso Festival do Queijo e do Vinho deverá acontecer em julho. A edição será a 16ª.
  • Em novembro deverá acontecer a Semana do Município e a Festa à Ermida de São Pio Pietrelcina.
  • Em dezembro é a vez do famoso Natal Canto e Luz.


4coloniacontracp4Queijoevinho.jpg

Créditos: Divulgação