SEARCH
TOOLBOX
modified on 26 de novembro de 2010 at 18h42min ••• 2 802 views

FEISMA 2008

De Wiki.dois

Capafeisma2008pronta.JPG

Feisma 2008

  • Data de Publicação: 03 de novembro de 2008



Tabela de conteúdo

Feisma 2008

Feisma 2008 movimenta Santa Maria


  • Expositores falam sobre seus espaços na feira
  • História, tradição e empreendedorismo são destaques
  • Feira é atrativa para todas as idades


Da história, a multifeira

30 anos de Feisma


O NASCIMENTO

A Feira Industrial de Santa Maria (Feisma), a hoje conhecida Multifeira, completa 30 anos de história. Durante este período, foram realizadas 23 edições, que a tornaram a mais importante da região no setor empresarial. Sua primeira edição surgiu de uma iniciativa do Clube dos Diretores de Indústrias de Santa Maria (CDL), e foi chamada de 1º Mostra Industrial de Santa Maria (Motrisma). O evento, na época, tinha a intenção apenas de expor as empresas da cidade e região, e contou com a participação de 40 empresas industriais do município, sendo visitado por mais de 20 mil pessoas.

O CRESCIMENTO

A segunda edição foi ainda maior. Em 1980, a feira, que antes já contava com o apoio da Câmara de Comércio e Indústria de Santa Maria (Cacism), Prefeitura Municipal e Conselho de Desenvolvimento de Santa Maria (Codesma), ganhou como nova colaboradora: a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), que contribuiu para que o número de expositores chegasse a uma centena.


A CONSOLIDAÇÃO

Foi a partir da década de 90 que as mudanças mais significativas aconteceram. Em 1992, a feira, que já tinha como sede o Centro Desportivo Municipal (CDM), foi assumida pela Cacism. Nesta edição houve a abertura de um espaço para a apresentação de shows culturais e atrações conhecidas, como o Gaúcho da Fronteira e Balão Mágico, que impulsionaram o aumento do número de visitantes. Outra novidade foi a participação de expositores e visitantes da Argentina, Uruguai e Paraguai, e o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), grande colaborador do evento desde então. Nesta mesma época houve uma abertura para que empresas de segmentos comerciais, de turismo e prestação de serviço participassem como expositores.

O NOVO PERFIL

Nas edições seguintes várias novidades foram introduzidas, como um auditório para seminários e palestras, realização de exposições e apresentações artísticas, e a implantação do Salão do Automóvel, que traz as novidades do setor automobilístico, entre outras inovações. O crescimento foi tamanho que o evento, antes feito a cada dois anos, passou a ser realizado anualmente. E, a procura dos expositores por estandes, que superava o espaço disponível, impulsionou a construção do Centro de Eventos, atualmente em obras. Em 2004 houve uma reestruturação na Feira, que resultou em um novo perfil do público-visitante e na qualificação do evento, hoje um dos mais bonitos e organizados do sul do Brasil. Atualmente, a Feisma está direcionada a todas as idades, oferecendo lazer para toda a família. Neste ano, o número de estandes chega a 440, com uma expectativa de 200 mil visitantes. E não para por aí. Esta edição também traz novidades: áreas inéditas e diferenciadas para os mais variados públicos, como os espaços moda Feisma, Habitar Bem, e o Espaço Ensino.


Foto centrofeisma2008paginadois.jpg

Fotofeismapagina2cadernofeisma2008.jpg

Créditos: Andrewes Pozeczek Koltermann


Do sucesso, o crescimento constante

Economia é fortalecida durante a Feisma


A Feisma deste ano vai movimentar Santa Maria. Entre os dias primeiro e nove de novembro, shows, exposições, desfiles e muitas outras atrações invadem o novo Centro de Eventos, ainda em construção, localizado no campo do Centro Desportivo Municipal (CDM). O novo espaço proporcionará um crescimento de 35% no evento. Assim, o número de expositores deve passar de 256 para 350 neste ano, e os estandes em espaços comerciais pularão de 320 para 440.

Com o crescimento da feira, a expectativa é que o número de visitantes ultrapasse 200 mil. Esse aumento promete trazer ainda mais lucros para os expositores, não somente durante o evento, mas também nos meses seguintes. “A Feisma se propõe a ser uma vitrine regional daquilo que se faz, se produz, se vende, se desenvolve em nossa cidade e outras regiões. Esta vitrine gera uma extensão e ampliação em suas vendas nos meses subseqüentes”, explica o presidente da Feisma deste ano, Paulo Ceccim.

O crescimento do evento irá beneficiar não só os expositores, mas vários outros setores do município. Desde o início da feira, pessoas de outras cidades chegam em Santa Maria, movimentando a economia e o setor de turismo da cidade. Com um evento de alto porte e reconhecido como a Feisma, Santa Maria ganha, cresce e se desenvolve. A informação é da Associação de Hotéis, Restaurantes e Agências de Viagens e Turismo de Santa Maria (Ahturr).

Eles já comemoram o crescimento. Mesmo sem cálculos precisos, as expectativas dos lucros com a Feisma são as melhores. "Todo evento é importante para o turismo, pois não só movimenta a economia como também atrai pessoas das mais diferentes localidades, fazendo com que a economia se aqueça", acredita José Henrique Seabra, presidente da Ahturr. A entidade estará presente na Feisma, para fortalecer ainda mais sua imagem como instituição, além de buscar novos sócios e meios de representatividade.


Fotopresidentepagina3feisma2008.JPG

O presidente da feira, Paulo Ceccim (dir.), acompanhou todos os preparativos e orientou toda a sua equipe. Para ele, a Feisma é uma vitrine regional.

Créditos: Andrewes Pozeczek Koltermann



Da exposição, o reconhecimento

Feisma: Participação é retorno garantido


De acordo com o objetivo que se pretende alcançar, o marketing de eventos é uma ferramenta estratégica eficaz no que diz respeito à comunicação das empresas com os seus clientes e públicos de interesse. O contato e a exposição da marca, dos produtos ou dos serviços não somente representam a captação de novos clientes, mas também contribuem no processo de consolidação da imagem empresarial perante a comunidade onde a organização atua.

Quem fala um pouco sobre o assunto associado à Feisma é a Relações Públicas Fabrise Müller. Especialista em Marketing e Recursos Humanos e, mestre em Administração e Negócios, ela revela que há muitos anos acompanha a feira e, principalmente, sua significativa evolução. Para ela, a adesão das organizações é indispensável por dois motivos: o compromisso em apoiar uma iniciativa local, estimulando o reconhecimento comercial e industrial e, o retorno expressivo de negociações e contatos feitos durante os dias de evento. Mas a especialista faz uma ressalva: “Para o resultado ser positivo há que existir planejamento com estratégias atrativas e diferenciadas que atraiam, entre tantos expositores, a atenção do visitante. A criatividade em atrair os olhares é e sempre será uma vantagem competitiva”.


Fotoprimefeisma2008paginaquatro.jpg

A Prime Sistemas de Impressão tem como foco soluções personalizadas em impressão. Um de seus diferenciais é a parceria direta com dois gigantes mundiais: Gestetner e Canon.

Créditos: Arquivo Prime


INOVANDO SEMPRE – No ano passado chamou a atenção do público da Feisma a participação da Kisner Sonorizações. Márcio Kisner, diretor da empresa conta que em 2006 trabalhou na feira como prestador de serviços e que na edição correspondente viu a oportunidade de crescer como as demais empresas expositoras. Por isso, 2007 representou sucesso e foi a mola propulsora para hoje trazer outras inovações. Certo de que “quem não é visto não é lembrado”, como Kisner mesmo faz questão de enfatizar, em 2007 ele contou com um espaço em parceira com outras duas empresas, uma do ramo de fotografia e outra de decoração. “Mostramos tudo o que faríamos em um evento. O retorno foi ótimo”, avalia ele. Não foi à toa que 2008 representou um crescimento maior do que o esperado. Quem for visitar o espaço da Kisner nesta Feisma vai poder identificar de perto a ampliação do serviço e ver de modo mais detalhado o que a empresa que completa 10 anos de existência neste mês tem para oferecer em iluminação, som, áudio e vídeo.


Fotokisnerpagina4feisma2008.JPG

A idéia que a Kisner preza é inovar sempre e fazer do estande uma verdadeira festa que seja convidativa ao público.

Créditos: Arquivo Kisner


Do novo, o progresso

Feira representa oportunidade para jovens reconhecerem o mercado de trabalho


Santa Maria, que é considerada uma cidade universitária, tem uma característica marcante em seus eventos: a cultura do conhecimento. Prova disso são as numerosas visitas de estudantes à Feisma e a outros eventos que contemplam o calendário municipal. Aline Estela, 22 anos, estudante de jornalismo conta que, desde a época de colégio, tem essa oportunidade. “No ensino médio tive a chance de conferir, por intermédio da proposta pedagógica da escola, eventos como a Feisma. Hoje, já na graduação e inserida no mercado de trabalho, dentro de uma empresa de renome regional, percebo a importância de participação e o objetivo de conhecimento”, relata a acadêmica.

Aline conta que em edições anteriores foi de fundamental importância a visita a espaços que retratavam o perfil de mercado. “Me recordo de ter feito um teste no espaço do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) que apontava características acerca da liderança em gestão de negócios. O resultado no trabalho é perceptível”, argumenta a jovem. Assim como ela, adolescentes e adultos buscam na feira nem só diversão, mas também o entendimento do mundo fora das salas de aula. “Enquanto tenho a chance de observar as novidades em produtos e serviços, posso saber quais são as principais empresas da região para tentar uma oportunidade de emprego e até onde dar continuidade aos meus estudos”, complementa Patrícia Cunha, 19 anos, estudante de pré-vestibular.


FOTOALINEfeisma2008paginacinco.jpg

Aline acredita que a Feisma seja uma oportunidade de reconhecimento de mercado.

Créditos: Arquivo Pessoal


FACULDADE ANTONIO MENEGHETTI

Por essas e outras, a Faculdade Antonio Meneghetti marca presença na multifeira de Santa Maria em 2008. De acordo com Paula Bazzo, responsável pelo setor administrativo-financeiro da instituição, é a primeira vez que a faculdade tem um estande no evento. Segundo as informações disponibilizadas por Paula, quem visitar o espaço vai poder assistir a um vídeo institucional e conferir seu material de divulgação para conhecer um pouco da instituição. A expectativa é grande. “Temos apenas 10 meses de efetiva atividade e é, inclusive, a primeira vez que participamos de uma feira. O evento será um modo de nos aproximarmos da comunidade, explicar quem somos, o porquê de nosso nascimento e quais são os nossos diferenciais”, explica a responsável.

Autorizada pelo Ministério da Educação (MEC) em dezembro de 2007, a faculdade realizou seu primeiro vestibular em janeiro deste ano e a seleção foi para o curso de bacharelado em Administração. “40 vagas foram preenchidas por estudantes de Santa Maria, Faxinal do Soturno, São João do Polêsine, Restinga Seca, Nova Palma, Porto Alegre e Florianópolis”, conta Paula. Outro destaque é a pós-graduação lato sensu. Em julho foram iniciadas as atividades do MBA em Gestão de Negócios e Intuição. Foram disponibilizadas 50 vagas e todas elas foram ocupadas. Os estudantes são predominantemente empresários de diversas partes do Brasil, como São Paulo, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Novo Hamburgo, Bento Gonçalves, Uruguaiana e Alegrete, entre outros municípios. Para quem ainda não conhece a instituição, o evento é uma oportunidade. “A Feisma só tem a acrescentar, pois um dos diferenciais da faculdade é conciliar o ensino teórico à prática”, destaca Paula. A Antônio Meneghetti fica no distrito Recanto Maestro, localizado no município de São João do Polêsine.


FOTO SEMANApagina5feisma2008.jpg

A foto ilustra um dos momentos da I Semana Acadêmica da Faculdade Antonio Meneghetti. O evento ocorreu nos dias 16, 17 e 18 de outubro e algumas passagens poderão ser conferidas no vídeo apresentado no estande da instituição na feira.

Créditos: Arquivo Faculdade Antonio Meneghetti


Da força de vontade, o aperfeiçoamento e a consciência

Na Feisma, tem Odontologia para dentista saber mais e para a comunidade ser orientada


Mais perto da comunidade

A unidade de pós-graduação Uningá-SM também está presente na Feisma este ano. Esta é a primeira vez que a instituição tem um estande na feira. De acordo com o diretor, Alan Binotto, estreitar os laços com a comunidade é um dos principais objetivos. Mas é a responsabilidade social da Uningá-SM que se destaca. O diretor conta que além do estande contar com a apresentação dos serviços oferecidos, divulgará a programação de cursos de pós-graduação de 2009, que abordam todas as áreas da odontologia e, ainda, prometem desenvolvimento em outras áreas da saúde. “Para nós é uma honra fazer parte desse evento que é identidade da nossa cidade, a qual queremos ter cada vez mais significado em seu desenvolvimento”, ressalta Binotto.

A instituição espera atingir acadêmicos e profissionais de odontologia, divulgando todas possibilidades de aperfeiçoamento e especializações profissionais de outras áreas da saúde. “É uma forma de mostrar que eles terão através da Uningá-SM oportunidade de crescimento e desenvolvimento profissional. “E, certamente também a comunidade geral que vem a se beneficiar diretamente com os atendimentos odontológicos e futuramente também em outras áreas, através dos cursos de pós-graduação, complementa o diretor. Para quem não sabe, a Uningá-SM tem realizado a promoção da odontologia, através do aprimoramento tecnico-científico e da qualificação profissional, contribuindo para o crescimento e desenvolvimento da odontologia, beneficiando direta e indiretamente a comunidade através da prestação de serviços e campanhas sociais e educativas.


Foto uningápagina6feisma2008.jpg

O aperfeiçoamento é fundamental na prática da Odontologia.

Créditos: Arquivo Uningá


Educação bucal também se aprende na Feisma

Uma boa saúde começa por uma higiene bucal adequada. É através dela que podem ser prevenidas cáries, problemas gengivais, lesões na mucosa, mau hálito, ou ainda problemas mais sérios. Usar o fio dental diariamente, escovar os dentes da maneira correta e usar o flúor são cuidados que devem ser aprendidos desde a infância. E a Feisma colabora neste aprendizado. A Dental Shopping.com, em parceria com a Cacism, com a Sani Fill® e, através do apoio da UFSM, oferece o “escovódromo”.

No espaço, as crianças recebem atendimento de profissionais da Dental e alunos de odontologia da UFSM, que primeiro fazem a evidenciação da placa bacteriana e depois ensinam as melhores técnicas de escovação. Por último, as crianças ganham escovas da Sani Fill®. O espaço faz parte do projeto “Um sorriso para um mundo melhor”, idealizado pela Dental Shopping.com. A empresa, que presta assistência odontológica completa, também terá um estande na feira. No ambiente, de 28m², os visitantes poderão tirar dúvidas quanto aos serviços oferecidos ou relaxar no lounge disponibilizado pela empresa.

Esta é a primeira participação da Dental na Feisma, mas o espaço já marca o início de uma conscientização. Segundo o supervisor da Dental Shopping.com, Rodrigo Magalhães, “a exposição em feiras como a Feisma oportuniza levar ao conhecimento da população que, assim como na saúde suplementar médica, na área odontológica também existem soluções completas que viabilizam o tratamento”.


Foto dentalfeisma2008pagina6.JPG

O “escovódromo” é a grande atração da Dental.

Créditos: Arquivo Dental


Do diferente, o retorno

Na multifeira, saúde também tem vez


Nem só indústria e comércio estarão na Multifeira deste ano. Precauções e cuidados com a saúde também estão presentes nos pavilhões da Feisma 2008. A Ouvesom, por exemplo, trouxe para esta edição as novidades em próteses auditivas e soluções para problemas de audição. “Em nosso estande o público da Feisma poderá tirar todas as dúvidas sobre perda de audição e exames feitos para a detecção dessa perda”, afirma Paola Buss Beltrami, fonoaudióloga da Ouvesom.

A Ouvesom é uma clinica de saúde da audição que atende pacientes de todas as idades. A clínica oferece os mais variados tipos de teste auditivos, como as terapias de processamento auditivo, de fala, linguagem e voz. A equipe, formada por três fonoaudiólogos, também desenvolve o teste da orelhinha, para detectar problemas auditivos em bebês. A empresa, mesmo atuando há treze anos em Santa Maria, está expondo pela primeira vez na Feisma. Assim como para outros expositores, as expectativas são grandes em relação aos resultados que o evento trará para os negócios. “Com este evento, além de divulgar nossa empresa, chegaremos a um público que precisa de nossos serviços e muitas vezes não sabe a quem recorrer”, comenta Paola.


Imagem ouvesomfeisma2008paginasete.jpg

Para contar para todo mundo: Empresas da área da saúde marcam presença no evento. A Ouvesom é uma delas.

Créditos: Divulgação


Que conhece aprova

Dona Eleniza de Magalhães Leal é um exemplo. “Sempre tive medo de investir em um aparelho auditivo, pois alguns amigos adquiriram de vendedores que iam até a nossa cidade e não se adaptaram. Mas meu problema foi se agravando com o passar do tempo até o dia que meu médico, Dr. Renor, me indicou a Fonoaudióloga Paola Beltrami para fazer um teste de prótese”, revela. A aposentada de 69 anos, residente do município de Quaraí, usa hoje um aparelho digital Destiny 800. O estande da Ouvesom na Feisma pode representar o caminho da solução para você, que é leitor e se encontra em uma situação parecida com a do passado de dona Eleniza.


Elizetepagina7FEISMA2008.jpg

Dona Elizete teve a chance de conhecer o produto da Ouvesom através de uma indicação. Mas o público da Feisma vai poder tirar as suas dúvidas e conferir de perto as vantagens no espaço da clínica no evento.

Créditos: Arquivo Ouvesom



FEISMA: Eu estou lá

Piscina de vinil na feira?


É isso mesmo. A Qualitar Piscinas e Lazer está chamando a atenção do público da Feisma. O espaço de 48 metros quadrados, o equivalente a oito estandes no pavilhão Imembuí, já é um atrativo por si só. Mas um diferencial explorado no espaço promete aguçar a curiosidade de quem passar por lá. Trata-se da piscina de vinil. O produto se destaca pela sua forma de construção e pela possibilidade de modelos variados que se adaptam ao desejo e perfil do cliente. De acordo com o diretor, Julio Gilberto Ambrozzi, a alternativa é tão versátil que pode ser projetada nos mais diversos ambientes, sejam eles terraços, coberturas, clubes ou, principalmente, residenciais. “A vantagem da construção de uma piscina em vinil são estrutura em alvenaria, mão-de-obra qualificada, design arrojado e várias opções de estampa”, complementa ele.

A empresa, que foi criada em 2004, marca presença na Feisma desde sua fundação. “É uma oportunidade de grandes negócios, onde podemos divulgar o nome da empresa, demonstrar nossos produtos e, dar ênfase aos nossos diferenciais”, destaca Ambrozzi. Trabalhando com o que há de melhor e mais moderno no mercado, a satisfação do cliente é a prioridade na feira, na loja e em todo o ambiente que a Qualitar se fizer presente.


Foto piscinafeisma2008pagina8.jpg

O design arrojado é um dos diferenciais da Qualitar.

Créditos: Arquivo Qualitar


Tradição também é destaque


A Uniluz, já com 25 anos de mercado, sendo oito deles em Santa Maria, também está na Feisma deste ano. Quem fala um pouco sobre o espaço da empresa do ramo da indústria e recuperação de transformadores de distribuição é a administradora da Uniluz, Belinha Ceretta Barachini. Ela conta que é a primeira vez que terão estande na feira. O principal foco do espaço é a tradição, pois no dia 25 de outubro a empresa completou seus 25 anos. Com esse espírito de comemoração, a Uniluz pretende divulgar a empresa e retratar uma história que é enaltecida por atenderem já cerca de 70% dos municípios do Estado. Um diferencial interessante que poderá ser conferido por quem visitar o estande é o produto fabricado pela própria Uniluz. A novidade do período é um transformador com bobinagem de alumínio. A construção civil e os produtores rurais são um público em potencial para a Uniluz. Vale conferir!


Foto uniluzfeisma2008paginaoito.jpg

Tradição é a marca da Uniluz no evento

Créditos: Andrewes Pozeczek Koltermann


FEISMA: Eu vou

A Feisma é um evento tradicional no coração do Rio Grande. Jovens, adultos e crianças marcam presença edição após edição. Cada público com um objetivo, mas com a mesma expectativa: sucesso. Confira a posição de estudantes e profissionais que estão prestigiando o evento:


Bibiana Cassol, estudante de Direito da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

“A Feisma é um evento tradicional na cidade, e a cada ano a multifeira se aperfeiçoa. Espero que esse ano não seja diferente: melhor organização do espaço, ambientes novos, mais expositores, atrações diversificadas e muitas novidades”.

Bibiana cassolcontracapafeisma2008.jpg

Créditos: Manuela Ilha


Delba Nascimento Ilha, pedagoga:

“A Feisma proporciona a possibilidade de conhecer as novidades da indústria e comércio da região. As demais atrações da feira, como as atividades culturais, a praça de alimentação e, principalmente, as novidades no campo da educação estarão no meu itinerário.”

Delba ilha2008feismacontracapa.jpg

Créditos: Manuela Ilha


Camila Segatto Hartmann, estudante do Colégio Sant’Anna:

“Acho que a Feisma este ano estará grande, com muitas lojas. Vou ver as novidades, passear e aproveitar com minha família os dias de feira”

Camila hartmanncontracapafeisma2008.jpg

Créditos: Manuela Ilha


Ademir José da Costa, empresário do ramo de decoração e atual presidente da CDL:

“Participando da Feisma, nossos produtos estão a mostra para mais de cem mil consumidores que circulam pelos corredores da feira. A Feisma é a maior vitrine de negócio de Santa Maria, e todas as empresas que produzem um bom produto ou serviço devem estar dentro dos pavilhões da feira.”

Ademir jose da costacontracapa2008feisma.jpg

Créditos: Arquivo Pessoal